sábado, janeiro 31, 2015

Carlão é o novo presidente da Assomec

O prefeito de Contenda, Carlos Eugênio Stabach (PMDB), é o novo presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba, que reúne as 29 cidades da grande Curitiba. Luiz Carlos Setim (DEM), prefeito São José dos Pinhais, é o vice. Carlão, como é conhecido, costurou uma chapa de consenso. A unidade, segundo o novo presidente, terá força para resolver os principais problemas da região - a possibilidade de desintegração do transporte público e os convênios ligados à saúde e ao tratamento do lixo.

sexta-feira, janeiro 30, 2015

Empreiteiro da Lava Jato chama Paulo Bernardo para sua defesa

O empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia, preso desde 14 de novembro na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR), base da Operação Lava Jato, chamou o ex-ministro da Comunicações, Paulo Bernardo, para ser sua testemunha. Em resposta à acusação feita pela Procuradoria, juntado aos autos da Lava Jato nesta quinta-feira, 29, executivo arrolou também o ex-ministro das Defesa, Jaques Wagner,, o candidato à presidência da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT) entre outros deputado. As informações são do Estadão. 

Foi chamado ainda o secretário municipal de saúde de São Paulo, José de Filippi Júnior, ex-tesoureiro da campanha de reeleição do ex-presidente Lula (PT), em 2006, e da primeira campanha da presidente Dilma Rousseff (PT), em 2010, e ex-prefeito de Diadema, cidade da região metropolitana da capital paulista. No documento, a defesa não explica o porquê de ter arrolado estas testemunhas. O executivo é o primeiro empreiteiro, réu da Lava Jato, a arrolar para sua defesa políticos e autoridades muito próximas de Dilma e Lula.

Pessoa é suspeito de liderar o ‘clube vip’ de empreiteiras alvo da Lava Jato, que investiga corrupção e propina na Petrobrás. No documento, ele alega cerceamento de defesa por falta de acesso a documentos e depoimentos prestados em delações premiadas, considerados imprescindíveis para responder à acusação.

“Provas amplamente utilizadas contra o denunciado são mantidas em sigilo sem que ele tenha a oportunidade de conhecê-las por inteiro e possa rebatê-las”, afirmam os criminalistas Alberto Toron, Carla Vanessa Domenico, Renato Marques Martins e Luisa Moraes Abreu Ferreira, que defendem o executivo.

A defesa do executivo fez ainda uma ‘reclamação’ à Justiça. Segundo os advogados, as empresas Odebrecht e Andrade Gutierrez estão na denúncia do Ministério Público, como partes constituintes da ‘organização criminosa’, mas não fazem parte da ação penal.

“A denúncia sustenta que a dita organização criminosa era constituída, entre outras empreiteiras, pela Odebrecht e Andrade Gutierrez. Ocorre que não se vê nenhum controlador ou mesmo executivo destas empresas no polo passivo desta ação penal”.

Laranjeiras do Sul:UAD emite comunicado referente ao Cadastramento anunciado pela Prefeitura Municipal

Comunicado 003/2015

Frente a nota de imprensa anunciada pela prefeitura municipal de laranjeiras do Sul a qual decidiu na manha dessa sexta (30/01/2015) que irá promover nos dias 2 e 3 de fevereiro, próxima segunda e terça-feira, no Centro da Juventude, das 8h30 às 11h30 e das 13h as 17h, um cadastramento de todos os universitários interessados que usam o transporte para estudar em Guarapuava e Cascavel, para analisar o perfil socioeconômico de cada estudante para avaliar uma alternativa de re-ofertar o transporte aos acadêmicos, está Associação entende isso como um grande avanço, tendo em vista que até então a prefeitura municipal não teria demonstrado um real interesse em re-ofertar auxilio ao transporte acadêmico. Acreditamos que este fato é fruto de nossa luta contra o ato impensado do executivo que interrompeu o transporte acadêmico de Laranjeiras do Sul.

Portanto comunicamos que não somos contra esse cadastro, pois entendemos que ele colaborara para resolver esse impasse. Isso com a certeza de que o poder publico municipal ira encontrar uma solução para todos os acadêmicos de Laranjeiras do Sul que utilizam o transporte universitário, sem excluir ninguém. Ressaltamos que esse recadastro não muda a situação atual de nossa luta, por isso a programação para o dia 02/02/2015, está mantida, mas agora da seguinte forma: Marcha com saída as 8 horas em frente a igreja matriz santana seguindo até a prefeitura municipal, ocupando a prefeitura por certo momento e após seguiremos até o centro da juventude, local onde faremos o cadastro e permaneceremos em manifestação até um proposta concreta por parte da prefeitura municipal em nos auxiliar. Tendo em vista que após nossa recusa do dia 28/01/2015 a prefeitura não nos procurou oficialmente para qualquer proposta e não nos explicou o motivo final desse cadastro.

Atenciosamente,

Vinicius Sterza
Presidente UAD

Jaison Reis
Tesoureiro

Beto Richa corta próprio salário de janeiro

O governador Beto Richa abriu mão da remuneração mensal (subsídio) a que tem direito no mês de janeiro. Uma resolução publicada na quinta-feira (29) no Diário Oficial do Estado determina que a mesma medida seja cumprida pela vice-governadora Cida Borghetti, pelos secretários de Estado e secretários especiais.

Richa afirma que a decisão reforça as medidas de austeridade que estão sendo adotadas para o ajuste fiscal do Estado em razão das perspectivas negativas em relação à economia nacional. "É uma contribuição da nossa equipe para o ajuste das contas do governo. Este ano de 2015 será muito difícil para o País", disse o governador.

Por lei, desde 2002 o subsídio pago ao governador do Paraná é igual ao do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). A legislação também fixa a remuneração para o cargo de vice-governador e secretários de Estado em 95% e 70%, respectivamente, do valor percebido pelo chefe do Executivo.

Palmital:Deputado Nereu Moura prestigiou festa de comemoração aos 54 anos do município

O deputado Nereu Moura, líder do PMDB Na Assembleia Legislativa, participou no último domingo (25 de janeiro), da festa em comemoração aos 54 anos de emancipação política de Palmital.
“Grande festa, povo maravilhoso, alegria de rever os amigos e amigas. Fiquei muito feliz”, destacou Nereu Moura. No município, o deputado foi recepcionado pelo prefeito Darci Zolandek, autoridades e população.
“Palmital é uma terra de gente boa, que com determinação e perseverança, ao longo de sua trajetória escreveu uma história muito bonita e de sonhos realizados. Parabéns, que juntos possamos comemorar outras grandes conquistas”, completou Nereu Moura.
Aproximadamente 10 mil pessoas prestigiaram as festividades de aniversário de Palmital, que contou com a 29ª Festa do Milho.
Via Ronildo Pimentel

Justiça arresta bens e quebra sigilo bancário e fiscal do ex-presidente da Petrobras

A Justiça do Rio de Janeiro decretou a quebra do sigilo bancário e fiscal e o arresto dos bens do ex­-presidente da Petrobrás José Sérgio Gabrielli, do ex­-diretor Renato Duque, do ex-­gerente Pedro Barusco e da construtora Andrade Gutierrez em investigação sobre superfaturamento de R$ 31,4 milhões em obras do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobrás. A busca nas movimentações financeiras e dados tributários de Gabrielli, Duque, Barusco, outros cinco servidores da estatal e das empresas alcança período de 2005 a 2010. As informações são d'O Globo.

A decisão é da juíza Roseli Nalim, da 5.ª Vara da Fazenda Pública, que acolheu pedido do Ministério Público Estadual, feito em dezembro do ano passado, em ação civil pública. A investigação reúne quatro inquéritos civis da Promotoria do Rio. A Promotoria requereu, ainda, o arresto dos bens dos investigados, acatado pela juíza nesta quarta-­feira, 28, exceto para a Petrobrás. Com o arresto, os bens dos réus ficam bloqueados pela Justiça durante a ação.

Segundo o Ministério Público, as irregularidades consistiram em “sucessivas e superpostas contratações em benefício da Andrade Gutierrez”, “sobrepreço e superfaturamento praticado nos contratos”, “ausência de transparência” na seleção da empreiteira para prosseguir como cessionária de obrigações firmadas entre a Petrobrás e a empresa Cogefe Engenharia Comércio e Empreendimentos.

A apuração teve origem em levantamentos do TCU em todas as obras do Cenpes, inclusive as relacionadas à ampliação e modernização do Centro. Os auditores identificaram contratos com “valores superiores aos praticados no mercado, além de firmados por preços superiores aos valores orçados pela própria estatal que, por sua vez, já traziam embutidos os sobrepreços”.

O TCU concluiu que “a ausência de publicidade e observância do devido processo licitatório subtraiu da estatal a oportunidade de selecionar a melhor proposta, aquela que trouxesse maior vantajosidade para a empresa”. A decisão atinge ainda os ex-gerentes Sérgio Arantes, José Carlos Amigo, Alexandre da Silva, Antônio Perrota e Guilherme Neri.

Os quatro contratos sob suspeita que envolvem a Andrade Gutierrez e a Cogefe. São serviços de descarte de resíduos, de terraplanagem, fundações, edificações, pavimentação nas obras do Cenpes.

A assessoria de Gabrielli informou que ele não foi comunicado da decisão judicial e que “não teme qualquer investigação”. A criminalista Beatriz Catta Preta, que defende Pedro Barusco, não se manifestou. A Andrade Gutierrez informou que “os objetos dos contratos dos projetos realizados no Cenpes foram executados dentro do estabelecido nas diretrizes contratuais da Petrobrás e as obras foram adequadamente concluídas e entregues”. A empreiteira destacou que não foi notificada da decisão judicial.

Depois de perseguir o PR por 4 anos, Gleisi quer a presidência da CAE

Entre 2011 e 2014 Gleisi Hoffmann (PT), como senadora ou ministra da Casa Civil, moveu uma perseguição implacável contra o Paraná impedindo que o estado tivesse acesso a empréstimos e repasses federais. A ideia era criar o maior número de dificuldades para o governador Beto Richa (PSDB) e facilitar seu projeto de chegar ao Palácio Iguaçu. O plano deu errado porque as manobras contra o Paraná da senadora foram denunciadas e os paranaenses, indignados, deram a Gleisi apenas 14% dos votos e o terceiro lugar na disputa pelo governo do estado.

Gleisi não se conformou com a derrota e quer dar o troco. Está se movimentando para conseguir a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), que avalia solicitações de empréstimos internacionais para estados e municípios. Sem o aval da CAE os estados ficam sem condições de contrair esse tipo de financiamento externo que será essencial em um período em que o país atravessa grandes dificuldades. Se conseguir o comando da CAE Gleisi poderá dobrar a dose de dificuldades e obstáculos para o Paraná que criou nos últimos 4 anos.

Um exemplo da furiosa ação de Gleisi contra os interesses do Paraná entre 2011 e 2014 foi a questão do Proinveste (Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal), um empréstimo para combater os efeitos da crise mundial de 2008 que todos os estados receberam sem problemas em 2012 e 2013 e que o Paraná só conseguiu receber em 2014 depois de diversas ações junto ao Supremo Tribunal Federal. A União se recusava a liberar o dinheiro apesar de o STF ter estipulado uma multa diária de R$ 500 mil diários. O dinheiro só foi liberado depois que o Paraná pediu a prisão do secretário do Tesouro, Arno Augustin e do ministro da Fazenda Guido Mantega.


Fábio Campana

Laranjeiras do Sul:Prefeitura irá realizar cadastramento dos Universitários que utilizam transporte Universitário para analisar perfil socioeconômico

Diante da decisão anunciada pelos estudantes associados da UAD - Associação dos Universitários do Dinão na quarta-feira, dia 28, de não aceitar a proposta da Prefeitura de Laranjeiras do Sul, a administração municipal decidiu na manhã desta sexta-feira (30) que irá promover nos dias 2 e 3 de fevereiro, próxima segunda e terça-feira, no Centro da Juventude, das 8h30 às 11h30 e das 13h às 17h, um cadastramento de todos os universitários interessados que usam o transporte para estudar em Guarapuava e Cascavel, para analisar o perfil socioeconômico de cada estudante para avaliar uma alternativa de reofertar o transporte aos acadêmicos. 

Vale ressaltar que o acadêmico que não realizar o cadastro ficará impossibilitado de receber alguma forma de ajuda da Prefeitura.

Laranjeiras do Sul:MST realizou manifestação na Praça Nogueira do Amaral pedindo mais segurança na Cantu






Um grupo de integrantes do MST de Rio Bonito do Iguaçu iniciou nesta sexta-feira, , uma manifestação pedindo mais segurança contra crime cometidos contra assentados. A manifestação teve início (concentração) em Rio Bonito do Iguaçu, de lá seguiram em comboio com carros e ônibus até a Praça Nogueira do Amaral, no centro de Laranjeiras do Sul.

A manifestação aconteceu após três pessoas da família Casagrande serem brutalmente assassinadas na semana passada em Rio Bonito do Iguaçu, entre as vítimas um menino de apenas  anos de idade.

Assista no vídeo abaixo momentos da manifestação em Laranjeiras do Sul


Segundo o MST, as manifestações continuarão após o movimento na Praça Nogueira do Amaral, em seguida o movimento deve passar pela frente da sede do INCRA, 2ª SDP, Fórum e encerrar-se na BR 277 no final da tarde desta sexta-feira.

Leia abaixo matérias relacionadas

Rio Bonito do Iguaçu:Comoção e tristeza marcaram o velório de Elias, Isabel e Luiz Fernando Casagrande na manhã desta segunda-feira (26)

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacucomocao-e-tristeza.html

Rio Bonito do Iguaçu:Caso Família Casagrande, trio de marginais foi transferido para Londrina devido ameça de invasão da delegacia de 1º de maio 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/caso-familia-casagrande-trio-de.html


Rio Bonito do Iguaçu:Fim do suspense, corpos do casal de avós da Família Casagrande foram encontrados no meio de um bambuzal no Assentamento Marcos Freire 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacufim-do-suspense.html

Rio Bonito do Iguaçu:Trio da marginais confesou que matou as 3 pessoas da família Casagrande, corpo do garotinho de 3 anos ja foi encontrado, ele foi brutalmente assassinado 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacucorpo-do-garotinho.html


Trabalho em conjunto da gloriosa Policia Militar, da Policia Civil e da P2 do 15º BPM resultou na prisão dos sequestradores da Família Casagrande 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/trabalho-em-conjunto-da-gloriosa.html

Rio Bonito do Iguaçu:Policia prendeu casal que deu "poso,comida e fuga" para os três assaltantes da família Casagrande

 http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacupolicia-prendeu.html

Rio Bonito do Iguaçu:Apoio aéreo já está na cidade realizando buscas das pessoas sequestradas 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-igulapoio-aereo-ja-esta.html

Laranjeiras do Sul:Capitão Busnello, Comandante da 2ª CIA da PMPR falou sobre o caso das 3 pessoas desaparecidas em Rio Bonito do Iguaçu 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/laranjeiras-do-sulcaitao-busnello.html

Laranjeiras do Sul:Dr.Pedro Delegado Titular da 2ª SDP confirma apoio do Secretário de Segurança Pública, buscas terão apoio aéreo em Rio Bonito do Iguaçu

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/laranjeiras-do-suldrpedro-delegado.html

Rio Bonito do Iguaçu:Secretario de Segurança do PR pede empenho na captura dos sequestradores de casal e criança da Comunidade Arapongas

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacu-secretario-de.html



Rio Bonito do Iguaçu:Casal de idosos e criança de 3 anos sequestrados continuam desaparecidos 

http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacucasal-de-idosos-e.html


Rio Bonito do Iguaçu:Ramificação dos "coios" podem ter assaltado e sequestrado casal de idosos e criança de 3 anos


http://www.olhoabertopr.blogspot.com.br/2015/01/rio-bonito-do-iguacuramificacao-dos.html

Cerveró fica calado em depoimento na PF

O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró manteve silêncio durante seu segundo depoimento prestado ontem na Polícia Federal em Curitiba. A oitiva durou cerca de uma hora e meia mas, mesmo assim, segundo Beno Brandão, um de seus advogados, ele ficou calado enquanto os delegados fizeram 12 perguntas relacionadas à compra da refinaria de Pasadena (EUA) em 2006. As informações são da Folha de Londrina.

A compra está sob investigação da PF. A transação, feita em 2006 pelo comando do ex-diretor, resultou em prejuízo de US$ 792 milhões à estatal, segundo o TCU. Preso desde o último dia 14, Cerveró, que já é réu em ação penal acusado de ter recebido cerca de US$ 40 milhões em propina na compra de dois navios-sonda para perfuração de águas profundas, havia dito que responderia a todas as questões que lhe fossem feitas a respeito de Pasadena, entretanto, ontem, mudou de estratégia. 

A defesa de Cerveró disse que esperará o julgamento de duas petições que ingressou junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) alegando que o juiz Sérgio Moro, responsável pela condução dos processos no Paraná, não teria competência para dar prosseguimento ao julgamento dos envolvidos no esquema de desvio ocorrido na Petrobras. "Não quero legitimar nada no Paraná. Temos duas exceções: uma de competência e outra de suspeição. Enquanto o tribunal não se pronunciar sobre isso, Nestor Cerveró não falará mais. Sobre nada", ressaltou Edson Ribeiro, um dos defensores de Cerveró. 

Não há previsão de quando poderão ser julgadas as petições. "Vou utilizar do meu direito de silêncio. Foi exatamente isso que ele disse durante os depoimentos", completou Beno Brandão. No primeiro depoimento logo após sua prisão, o ex-diretor negou todas as irregularidades na compra dos navios-sonda, e que foram apontadas pela força-tarefa do MPF.

Laranjeiras do Sul:População é beneficiada com programa de internet grátis da Prefeitura Municipal

A pedido da comunidade o ponto de acesso foi transferido do Parque do Lago para a Praça José Nogueira do Amaral

O Governo Municipal de Laranjeiras do Sul começou o ano com uma boa notícia para a população. O programa de internet grátis lançado no final de julho de 2013, denominado "Acesso Livre Laranjeiras" que funcionava no Parque do Lago foi transferido para a Praça José Nogueira do Amaral. A mudança atende um pedido da comunidade, principalmente da juventude que utiliza com freqüência o serviço de internet wi-fi disponibilizado pela Prefeitura.

De acordo com o secretário de Administração, Adriano Almeida, a proposta atende um anseio principalmente dos jovens da nossa cidade, uma vez que a Praça José Nogueira do Amaral se tornou um ponto de encontro.

Para ter acesso à internet os usuários necessitam apenas de um aparelho portátil como celular, tablet ou notebook e estarem a um raio de 100 metros do ponto central do serviço. Posteriormente basta acessar a rede Internet-Praça e conectar-se. O serviço funciona todos os dias das 17h às 22 horas.

Dilma atrasa repasses para obras federais no Oeste-PR

A falta de recursos federais tem travado o avanço de importantes obras em Foz do Iguaçu. Sem repasses, a trincheira da BR-277, Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana), unidades de saúde e centros de educação estão paralisadas. A segunda ponte, entre o Brasil e o Paraguai, sequer começou, apesar de anunciada reiteradas vezes por políticos ligados ao governo Dilma (PT). Algumas das obras, como o viaduto, a Unila e a segunda ponte são consideradas de extrema importância para o desenvolvimento de toda região Oeste. As informações são d'O Paraná.

A previsão de corte de recursos por parte do governo federal gerou preocupação sobre o futuro das obras no Paraná - entre elas a segunda ponte e a a duplicação da BR-163. Os projetos ainda estão em fase de desenvolvimento e deverão ser finalizados no mês de abril se o prazo estabelecido às empresas contratadas for cumprido.

O Ministério dos Transportes garante que obras importantes e em andamento serão priorizadas e que o repasse pelo governo federal será feito, apesar de ainda não se ter oficialmente a confirmação sobre o valor dos recursos para este ano. “Esses recursos serão conhecidos efetivamente após a aprovação do orçamento e publicação do respectivo decreto de programação financeira, previsto para abril de 2015”, afirma a assessoria do ministério.

A assessoria de imprensa do Dnit, responsável pela contratação dos trabalhos, afirma que todos os projetos serão finalizados no primeiro semestre deste ano. Já sobre a duplicação na BR-163 entre Marechal Cândido Rondon a Guaíra, a informação é de que ainda não existe projeto.

A segunda ponte em Foz do Iguaçu, cujos investimentos estão estimados em R$ 233.375 milhões, segundo projeção do Ministério dos Transportes, será a primeira finalizada com data marcada para o dia 20 de maio de 2017. As obras para duplicação da BR-163 entre Cascavel a Marmelândia, se cumprido o prazo esperado pelo governo federal, serão finalizadas no mês de setembro de 2017. As obras do trecho de Toledo a Marechal Cândido Rondon têm previsão de conclusão para esse mesmo período.

Artagão Júnior destaca a importância das redes sociais na divulgação de suas atividades

O deputado Artagão Júnior não parou de utilizar as redes sociais após o período eleitoral. Pelo contrário, tem intensificado as atualizações de suas atividades no Facebook, Twitter e no seu site particular. De acordo com o parlamentar, “a internet é um meio eficaz e abrangente de divulgação, podendo ter o feedback da população em relação ao conteúdo postado”.
“Acredito que devemos dar transparência ao nosso trabalho. Como agente público, tenho o dever de informar às pessoas sobre o que estou fazendo na Assembleia, sobre as reuniões que estou participando e sobre o resultado das nossas ações, que é de interesse público”, disse o deputado.
 Abaixo seguem os links dos principais meios de divulgação na internet do deputado Artagão Júnior:
 Facebook: http://goo.gl/QLjvEm
  Assessoria de Imprensa  - Deputado Estadual Artagão Júnior

Dia Nacional do Otário é todo o dia

E no dia em que a Petrobras divulgou o mais desastroso balanço de sua história nos últimos 50 anos, o Diário Oficial da União circulou com decretos assinados pela presidente Dilma Rousseff criando o Dia Nacional do Milho, o Dia Nacional do Técnico Agrícola, o Dia Nacional da Parteira Tradicional e o Dia Nacional da Vigilância Sanitária. A parteira não tradicional talvez venha a merecer seu dia.

Em seguida, Dilma embarcou para a Costa Rica onde se celebra a III Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos. Em discurso maçante, alertou seus colegas para a crise econômica mundial, algo que certamente escapava ao conhecimento deles. E elogiou seu próprio governo, como de hábito. Sim, falou do programa Minha Casa, Minha Vida.

Quanto à manutenção à frente da Petrobras da atual diretoria nomeada por ela, Dilma não disse uma única palavra. Nem os jornalistas tiveram a chance de perguntar a respeito. A última vez que a presidente conversou com eles foi às vésperas do Natal do ano passado. Desde então ela os evita para escapar a perguntas embaraçosas. As perguntas se acumulam.

Somente ontem, com a queda de mais de dez pontos percentuais no valor de suas ações, a Petrobras encolheu quase R$ 14 bilhões. Lula se elegeu, se reelegeu e elegeu Dilma dizendo que a oposição, mais precisamente o PSDB de Fernando Henrique Cardoso, planejava privatizar a Petrobras caso voltasse ao poder. O PT fez diferente: afundou a Petrobras. E a tudo assistimos desinteressados.

A direção da empresa emitiu dois poderosos sinais negativos para o mercado. Não consegue calcular o valor dos ativos da Petrobras. Nem o valor do estrago produzido pela corrupção. Um balanço assim é tudo menos um balanço que mereça crédito. De resto, é um balanço que não foi auditado por técnicos independentes. Que crédito merece a palavra da atual diretoria da Petrobras?

Ela já deveria ter sido demitida há muito tempo. Não foi e dificilmente será porque Graça Foster, a presidente da Petrobras, é amiga querida de Dilma. Que precisa dela dentro da empresa para evitar que algo venha a atingi-la no futuro. Ou a Lula. Graça é militante de carteirinha do PT. Carrega três estrelas tatuadas em um dos seus antebraços, duas pintadas de vermelho.

A redução anunciada de investimentos da empresa para este ano, somada à redução de investimentos das 23 empreiteiras envolvidas com a Operação Lavo-Jato, poderá representar uma contração de quase dois pontos percentuais na economia do país. Quem pagará uma conta monstruosa como essa? Ora, cada um de nós. O Estado é o maior acionista da Petrobras. Somos nós que o mantemos.

Ricardo Noblat

Laranjeiras do Sul:Prefeitura Municipal volta a suas atividades normais na segunda-feira, dia 2

Horário de funcionamento da Prefeitura de Laranjeiras do Sul é das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30
Com o fim das férias coletivas, a Prefeitura Municipal de Laranjeiras do Sul voltará a atender normalmente em todos os setores da administração na próxima segunda-feira, dia 2 de fevereiro. 
O horário de funcionamento é das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30. As férias dos servidores duraram de 2 a 31 de janeiro de 2015. 
Durante este período, alguns setores de áreas como Saúde, Coleta de Lixo, Assistência Social e Guarda Municipal tiveram os serviços mantidos em regime de plantão, além da secretaria de Educação que retomou suas atividades após o dia 15 de janeiro para organização das escolas e creches para o início do ano letivo no dia 9 de fevereiro.
Inclusive, na semana do dia 2 a 6 de fevereiro a secretaria de Educação promove com todos os profissionais da rede municipal de ensino a Semana Pedagógica para planejar as ações e metas do ano letivo. As atividades estarão acontecendo no Cine Teatro Iguassu e nas próprias escolas. Os temas a serem trabalhados são relacionados a Educação como ferramenta de aprendizagem, Programa Saúde na Escola e projetos pedagógicos. A abertura acontece no Cine Teatro, dia 2, a partir das 8h30.
Na segunda-feira, também está programada uma reunião da prefeita Sirlene Svartz com os secretários para anunciarem o planejamento e ações de cada secretaria. 

Polícia do Paraná investiga matéria falsa sobre salários de servidores estaduais

O Núcleo de Combate aos Cibercrimes da Polícia Civil está investigando a origem de uma matéria falsa que circula por grupos do aplicativo WhatsApp e em redes sociais com a notícia de que o Governo do Paraná não cumpriria com o pagamento do funcionalismo público estadual. "Governo do Paraná diz que salário do funcionalismo irá atrasar" é uma matéria falsa que usa layout do portal G1, datada de 28/01 às 14h28.

Conforme o delegado-titular do Nuciber, Demétrius Gonzaga, numa procura no site de buscas Google é fácil notar a falsificação, já que tal matéria não aprece, justamente por não existir. Ele esclarece que um inquérito policial já foi aberto para identificar o autor ou autores da nota.

quinta-feira, janeiro 29, 2015

A hora do gás natural

Mudança aumentaria a oferta de energia elétrica e, ao mesmo tempo, levaria a uma menor dependência das hidrelétricas e, consequentemente, da água
A crise da Petrobras, a crise do setor elétrico e a queda do barril de petróleo no mercado internacional abrem uma grande oportunidade para o crescimento da participação do gás natural na matriz energética brasileira. Para sair da sua atual situação de desequilíbrio do caixa devido à elevada dívida contraída nos últimos quatro anos, a Petrobras terá que, obrigatoriamente, acelerar o seu plano de desinvestimentos e rever para baixo os investimentos para os próximos anos. Nem mesmo os atuais altos preços da gasolina e do diesel serão capazes de equilibrar as contas da estatal.

No tocante ao plano de desinvestimentos, a empresa deveria vender integralmente suas participações nas concessionarias estaduais de distribuição de gás natural. Não faz sentido algum uma empresa do porte da Petrobras atuar num segmento regulado e com margens baixas. Isso acaba gerando conflitos, principalmente regulatórios, através da atuação verticalizada da empresa no setor, sem falar que esse modelo não tem alcançado o objetivo de promover um crescimento na malha de distribuição no estados.

A Petrobras também deveria vender e/ou estabelecer parcerias na rede de gasodutos de escoamento da produção, transporte, unidades de processamento de gás natural e plantas de regaseificacao. Sem falar de campos que hoje produzem petróleo e gás associado, que também poderão ser negociados pela estatal. Esses desinvestimentos trariam enormes vantagens. 

As principais seriam recursos financeiros, que neste momento a empresa precisa mais do que nunca, aumento da eficiência na operação desses ativos, incentivo à entrada de novos ofertantes e uma certa blindagem contra interferências politicas que tanto a maltrataram nesses últimos anos.

A crise do setor elétrico poderá levar o governo a mudar a regulação, permitindo participação de térmicas a gás natural na base do sistema elétrico. Isso aumentaria a oferta de energia elétrica e, ao mesmo tempo, levaria a uma menor dependência das hidrelétricas e, consequentemente da água. É bom não esquecer que, a partir do momento que o governo passou a autorizar somente hidrelétricas a fio de água, essas usinas perderam sua capacidade de regular o abastecimento por períodos mais longos, e só usinas térmicas podem voltar a fornecer essa garantia. 

Nesse caso, as usinas a gás seriam a melhor opção, principalmente pelo aspecto ambiental, em que superam as de óleo e carvão, e as nucleares, outra boa escolha, que, por enquanto, não fazem parte do planejamento de governo. Outra vantagem da mudança de regulação é que as empresas geradoras de eletricidade poderiam firmar contratos mais longos com os fornecedores de gás, o que o tornaria mais barato. Alem do incentivo à construção de novas térmicas, passa a existir uma oportunidade imperdível para aumentar o uso da cogeração a gás natural, através da geração distribuída, que é uma forma mais moderna e mais eficiente que as térmicas tradicionais.

Por fim, com a queda do preço do barril, o gás também terá seu preço reduzido. Esse gás mais barato no mercado internacional poderá viabilizar a sua importação e a construção de terminais de regaseificação para atender novas térmicas e ampliar a oferta para o mercado das distribuidoras de gás. A chance de modernizar o setor de energia, aumentando a participação do gás natural na matriz elétrica, residências, comercio, serviços, transporte e indústria está na mesa. Cabe ao governo saber aproveitar essa oportunidade proporcionada por mudanças no mercado interno e no internacional.


Adriano Pires

Nova fábrica vai criar 515 empregos na RMC

O governador Beto Richa incluiu a empresa Marco Brasil no programa Paraná Competitivo. A empresa vai investir R$ 16,7 milhões em uma fábrica de equipamentos e acessórios para a indústria varejista, especialmente os supermercados na Região Metropolitana de Curitiba, e criar 515 empregos. “Mais uma conceituada empresa mundial que confia no Paraná para realizar investimentos. Temos o compromisso de buscar investimentos e também de fortalecer as indústrias paranaenses. Hoje, o Paraná vive o maior ciclo industrial da sua história. Resultado dos programas que criamos para atração de novos investimentos”, disse Beto Richa. O Paraná já atraiu investimentos de R$ 35 bilhões privados.

A assinatura da inclusão da empresa no programa de incentivos fiscais contou com a presença do presidente mundial da Marco, Craig Nickell, e o diretor da Marco Brasil, Roger Antonie Abou Nader. A nova fábrica, em cidade ainda a ser escolhida, será instalada área de quatro mil metros quadrados. 

Beto Richa afirmou que o programa de incentivo fiscal e também o diálogo com o setor produtivo e a segurança jurídica para os investidores são fatores fundamentais para a atração de novos empreendimentos ao Paraná. O governador mencionou outros aspectos que contribuem para a atração de investimentos ao Estado, como mão de obra qualificada e a boa infraestrutura de portos, aeroportos e estradas.

“O Paraná voltou a ser respeitado pelo Brasil como um estado promissor”, ressaltou. Pelo programa Paraná Competitivo já foram confirmados R$ 35 bilhões em investimentos industriais, com novos empreendimentos e ampliação de unidades já existentes. Em quatro anos, a economia do Estado, como um todo, criou 400 mil empregos.

Gleisi quer presidência da comissão que aprova empréstimos para estados

Ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT) planeja assumir a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), a segunda mais importante do Senado, atrás da Comissão de Constituição e Justiça. É a CAE que avalia, entre outras coisas, solicitações de empréstimos internacionais de estados e municípios que dependem de aval do governo federal. A indicação para o comando do órgão deve caber ao PT, que terá a segunda maior bancada na próxima legislatura, atrás do PMDB. As informações são de André Gonçalves/Conexão Brasília/Gazeta do Povo.

Na legislatura passada, a comissão aprovou quatro operações de crédito negociadas pelo governo do Paraná. Somados, os contratos com o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento chegam a US$ 485,7 milhões (R$ 1,25 bilhão). Um quinto empréstimo de US$ 557 milhões (R$ 1,43 bilhão), do Credit Suisse, ainda está em análise na Secretaria do Tesouro Nacional e, se aprovado, seguirá para o Senado. O recurso será destinado à reestruturação de uma dívida do estado com a Copel.

Placa proíbe sexo em ruas de Ponta Grossa

Moradores do bairro Ronda, em Ponta Grossa, decidiram agir por conta própria para acabar com o sexo explícito no meio da rua. Após cinco meses, instalaram placas proibindo o ato sexual em vias públicas. A situação era flagrante na rua Braulina de Quadros e acabou se intensificando nos últimos 15 dias. Os moradores afirmaram que já alertaram a polícia e nada foi feito. As placas 'Proibido sexo aqui - sujeito à prisão' foram instaladas no sábado e já deram resultado. Pelo menos no último final de semana, ninguém apareceu na região durante a madrugada. A curiosa placa está instalada a poucos metros da prefeitura. As informações são do Jornal da Manhã.

Sem crise, Paraná 'agradece à natureza' por reservas de água

É improvável que a grande crise hídrica que assola os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais chegue ao Paraná tão cedo. Com riqueza de rios e bom volume de chuvas nos últimos meses, o estado tem abastecimento em 700 localidades atualmente, contando municípios e distritos. As quatro principais barragens do estado, responsáveis por 30% de todo o suprimento paranaense, têm 98% do volume cheio. As informações são do G1-PR.

Em Curitiba, por exemplo, caso mais nenhuma gota de chuva caísse, de hoje em diante, a água que existe estocada ainda abasteceria a população durante sete, oito meses, estima a Sanepar. O último grande racionamento no estado, diz a empresa, foi justamente na capital, em 2006, quando houve estiagem e faltou água para milhares de pessoas.

"Temos que agradecer à natureza, porque fomos privilegiados com as chuvas. Basicamente, esta é a diferença entre o nosso estado e os que estão enfrentando crise. Muitas vezes, sem explicação, a chuva chegou até o norte do Paraná e parou, não seguiu até São Paulo, por exemplo. O recurso, tratando-se de água, depende do imponderável, do natural. Felizmente, tivemos sorte", comemora o diretor de operações da Sanepar, Paulo Alberto Dedavid.

Mesmo assim, ainda há problemas sérios, como a falta de caixas d'água em mais de 20% das casas paranaenses e as milhões de obras de reparos necessárias por ano (são 400 mil por mês, em média, segundo a companhia estadual) - na maioria delas, o corte na distribuição por pelo menos um dia é necessário. Além disso, a água tratada ainda não chega a moradores de 54 cidades paranaenses.

A rede insuficiente em cidades pontuais também causa problemas, ocasionalmente - quase sempre, quando há recorde de calor. Em 2014, por exemplo, municípios como Apucarana, Arapongas, Francisco Beltrão e Guarapuava tiveram que passar por rodízio. Mesmo sem risco eminente, o momento de estiagem requer atenção para o desperdício. "Estamos em um momento confortável, mas não é por isso que temos que descuidar. Pode acontecer de não chover amanhã. E aí, como fica? Economizar, ter consciência no uso, é sempre importante", ressalta o diretor da Sanepar.

Hoje, o estado sobrevive com três tipos de abastecimento: por meio dos rios, de barragens (barreiras artificiais para a retenção de água) e poços tubulares profundos. A maioria das obras - e a tranquilidade atual -, no entanto, só é possível graças a um projeto financiado pelo governo japonês, assinado pelo governo estadual em 1998, afirma Dedavid.

"O setor não tinha financiamento no passado, a nível nacional. Sofremos com isso durante anos, porque, lá atrás, o planejamento dos sistemas foi mal feito. Faltou investimento. Hoje, o Paraná só está tranquilo porque fomos buscar recursos internacionais", diz o diretor.

Por meio do financiamento, o Paraná emprestou cerca de R$ 1 bilhão do Japão. O prazo para o pagamento é 2023, conforme a Sanepar. "Fizemos grandes obras com esse dinheiro, como a construção de barragens, estações de tratamento de grande porte e redes de esgoto. É o maior projeto de saneamento do estado, com certeza", garante Dedavid.

O diretor ressalta que há conforto no abastecimento do Paraná também em razão da condição climática favorável no fim de 2014 e no começo de 2015. Apesar das altas temperaturas e, por consequência, do aumento de 30% no consumo de água, as chuvas foram suficientes.

Veja como funciona o abastecimento nas principais regiões do Paraná:

Curitiba e Região Metropolitana
A cidade não tem rios suficientes para abastecer a população. Por isso, a água é fornecida, basicamente, por meio de quatro barragens, que são interligadas: Piraquara I e II funcionam em sequência e formam o maior manancial de abastecimento público do Paraná; a barragem do Rio Passaúna abastece as zonas sul e oeste da capital; a barragem do Iraí, responsável por vários municípios da RMC, abastece cerca de 2,5 milhões de pessoas.

Londrina
Os recursos hídricos de Londrina saem, basicamente, de dois pontos: o Rio Tibagi e o Aquífero Guarani, um dos maiores do mundo. No segundo caso, foi necessária a construção de um sistema para resfriamento de água, já que, subterrânea, ela chega a 50º C.

Maringá
O abastecimento da cidade sai do Rio Pirapó. Há alguns pequenos reservatórios distribuídos pela cidade, mas, com o aumento rápido da população, a Sanepar projeta um novo sistema de captação no Rio Ivaí.

Foz do Iguaçu
O rio que dá nome à cidade não fornece nada de água tratada aos moradores. O Iguaçu, o maior rio interno do estado, abastece exclusivamente o município de União da Vitória, com 52 mil habitantes. Em Foz do Iguaçu, 70% da água consumida é fornecida pelo Lago de Itaipu; o resto vem do Rio Tamanduá. Como o Operador Nacional do Sistema (ONS) determinou que a hidrelétrica de Itaipu opere em outro nível de água, a Sanepar precisou instalar uma captação flutuante para extrair a água num nível mais baixo.

Cascavel
A produção de água tratada está no limite da demanda, diz a Sanepar. Ainda no primeiro semestre de 2015 devem ser iniciadas as obras de construção do sistema do Rio São José para reforçar o volume atualmente produzido pelos poços e sistemas dos rios Cascavel, Saltinho e Peroba.

Guarapuava
A capacidade de produção foi recentemente ampliada em 10%. Ainda podem ocorrer dificuldades pontuais, nos bairros mais distantes e nas regiões mais altas da cidade, conforme a empresa responsável.

Litoral
O sistema de abastecimento de água no litoral é bastante específico, por causa do inchaço da população no verão. A água sai dos reservatórios Canoas e Ipanema. A Sanepar estima que o número de pessoas chega a dobrar na região, durante a alta temporada, o que provoca sobrecarga e causa, muitas vezes, falta de água pontual.

Deputado Rusch mantém concorrida agenda

Embora ainda esteja no período de recesso parlamentar da Assembleia Legislativa – onde não ocorrem as sessões plenárias para discussões e votações de projetos de leis – o ritmo de trabalho do deputado estadual Elio Rusch se mantém como sempre: concorrido e corrido.

Pela manhã, após despachar com os membros de sua equipe, ele recebeu a visita do vice-prefeito da Lapa, Rui da Farmácia. A Lapa é o segundo município de maior votação do deputado, com 5.652 votos.

À tarde acompanhou junto ao Governador Beto Richa a assinatura dos contratos de fornecimento de gás natural entre o Governo do Paraná, a Compagas, a Usina Elétrica a Gás de Araucária (UEGA), a COPEL e a Petrobras. Em seguida, Rusch se reuniu com o Secretário Chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra.

“Muitos pensam que recesso significa férias. O Paraná não para e nem tampouco o Oeste do estado, que sempre está presente na pauta das nossas reivindicações”, declarou Rusch.

Justiça já bloqueou R$ 118 milhões

A Operação Lava Jato já bloqueou R$ 118,85 milhões de 16 pessoas e três empresas investigadas. Na lista, estão o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, o empresário Fernando Baiano, apontado como lobista do PMDB, e 10 executivos presos na carceragem da PF em Curitiba.

O bloqueio de valores foi decretado em novembro pelo juiz federal Sérgio Moro, que conduz as ações da operação. Ele determinou o confisco de R$ 20 milhões de cada investigado.Na segunda-feira, pouco mais de dois meses após a ordem de congelamento de ativos dos empreiteiros, a PF juntou aos autos da Lava Jato um documento com os resultados da ordem de bloqueio. 

O levantamento individual, que não contabiliza valores de contas no exterior, mostra que R$ 32,9 milhões já foram transferidos para uma conta judicial. O restante – R$ 85,9 milhões – ainda espera ter a transferência efetivada.

Rio Bonito do Iguaçu:Casal de quero quero defendendo seu habitat as margens do alagado


Foi no final da tarde de terça-feira (27), um turista visitava o alagado de Rio Bonito do Iguaçu.. e como não visitar o alagado e por os pés na água... até aí tudo bem, o problema foi na hora de sair da água e subir para ir até o carro, um casal de quero-quero se sentiram ameaçados e resguardaram seu habitat, fazendo voos razantes em direção ao turista que só queria passar para ir embora... foi até divertido... mas a natureza é uma fortaleza!! (vídeo acima)

Reinações de Gilbertinho

Faz tempo que estão no terreno das fábulas as tentativas petistas de desvincular a imagem do partido dos sucessivos escândalos nos quais diversos potentados da legenda se envolveram até a medula, na última década. Contra todas as evidências, essas versões zombam da inteligência alheia quando atribuem as bandalheiras a conspirações de entidades diabólicas como "a mídia" e "os rentistas", todos, claro, inimigos do "povo" ­ aquele que os líderes do PT julgam encarnar. Mas, como a provar que a capacidade petista de fantasiar não tem limites, o ex-­ministro Gilberto Carvalho conseguiu criar uma versão que deixaria constrangida até a criativa boneca Emília ­ personagem de Monteiro Lobato que, quando tinha de justificar suas travessuras, abria a "torneirinha de asneiras".

Segundo Carvalho disse a militantes do PT, em uma reunião testemunhada pelo jornal O Globo, as diversas evidências de que o monumental esquema de corrupção na Petrobrás foi urdido para abastecer os cofres do partido e de outras legendas governistas não passam de uma tentativa de criminalizar os petistas com vista a prejudicar a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência em 2018.

Em sua cândida versão, esse complô serve para esconder o fato de que os verdadeiros protagonistas do escândalo da Petrobrás não são os petistas nem os funcionários da estatal que serviram ao esquema, e sim as grandes empreiteiras.

O despudorado desvio de dinheiro para os partidos que lotearam a Petrobrás ­ chamado singelamente por Carvalho de "contribuição política" ­ não passa de um "pequeno capítulo do grande crime que é todo o processo do acerto entre as empresas que fazem seu cartel, como fizeram no Metrô de São Paulo e fazem na Petrobrás". Assim, os únicos criminosos no caso são as "empresas que se unem e corrompem funcionários de uma estatal para auferir lucros, fazer lavagem de dinheiro".

Para entender o que quer Gilbertinho, como Lula o chama carinhosamente, é preciso lembrar que o ex­-ministro nunca fala por si, pois sempre foi porta-­voz do ex­presidente. Portanto, é Lula quem se manifesta quando Carvalho fabula ­ razão pela qual tudo deve ser visto na perspectiva da eleição presidencial de 2018, pois, como se sabe, a única coisa que importa para o PT e para Lula é a manutenção do poder.

A estratégia é atribuir a "criminalização" do PT aos interessados em eximir os empreiteiros e em enxovalhar dirigentes petistas com o objetivo de atingir a candidatura de Lula. Com o conhecimento de quem integra um partido que se especializou em destruir reputações, Carvalho denunciou a existência de um plano concreto da oposição para esse fim.

"Tem uma central de inteligência disposta a fazer o ataque definitivo ao PT e ao nosso projeto popular", disse Carvalho aos militantes, acusando os conspiradores de pretender indispor o partido com a classe média. "Não vamos subestimar a capacidade deles para nos criminalizar, nos identificar com o roubo, para nos chamar de ladrões." Para o ex-­ministro, a intenção "deles" é isolar o PT e "inviabilizar a candidatura do Lula, seja judicialmente, seja politicamente".

Carvalho disse que faz parte da operação que visa a levar o PT para "as barras dos tribunais" a recente inclusão do ex­-ministro José Dirceu nas investigações da Operação Lava Jato. O petista, que cumpre pena por ter protagonizado o caso do mensalão, recebeu pagamentos de empreiteiras envolvidas no escândalo da Petrobrás em troca de "consultoria". Para Carvalho, "o envolvimento do Zé agora, de novo, é tudo na mesma perspectiva", isto é, tem o objetivo de colocar "na cabeça do povo" que "a corrupção nasce conosco e, por isso, não temos condição de continuar governando o País".

Considerando que a derrota do partido seria a derrota "dos mais pobres, dos excluídos" ­ o que dá a exata dimensão da arrogância lulopetista ­, a palavra de ordem de Lula, vocalizada por Carvalho para a tigrada, é "não baixar a cabeça" e não se "acadelar" ­ senha inequívoca para partir para o ataque, usando as armas que os petistas manejam muito bem. Afinal, como não se cansa de afirmar o nosso personagem, "nós não somos ladrões".

Editorial, Estadão

Laranjeiras do Sul:Homem é atropelado no centro da cidade


O acidente aconteceu no cruzamento das ruas Sete de Setembro com a rua Vereador Arlindo Bavaresco (esquina da prefeitura), o veículo Ford KA acabou atropelando o pedestre no momento em que este iria atravessar a rua.

Populares pararam no local e acionaram o socorro médico.

A Gloriosa Policia Militar também foi acionada para realizar os procedimentos cabíveis.

Fotos:Perninha

Aluno de 14 anos é aprovado em vestibular de Medicina‏

O aluno José Victor Menezes Teles, da escola estadual Murilo Braga, foi aprovado para o curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe (UFS). O itabaianense alcançou uma média final de 750,98 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, o aluno conseguiu fazer 960 pontos na prova de redação. 
Por ter apenas 14 anos, o aluno prodígio ainda depende de uma decisão judicial para ter direito à vaga no curso. De acordo com o pai dele, José Mendonça, foi dado entrada em um pedido para que José Victor faça um teste de proficiência. A Seed, obedecendo à legislação, indeferiu o pedido e agora a decisão está nas mãos da Justiça. 

Bastante emocionado, José Victor falou das suas expectativas. "Eu e minha família estamos muito ansiosos e estamos agora esperando a decisão do juiz. Mas me sinto bastante feliz com essa vitória", disse. 

Ele ainda ressaltou a importância que o Colégio Murilo Braga teve para a sua preparação. "O Murilo Braga foi um fator preponderante para que eu conseguisse chegar até aqui. A equipe de professores é nota 10", afirmou.

Salário de deputados vai a R$ 25,3 mil no Paraná‏

Imagem ilustrativa
Naquele que deve ser um dos últimos atos de sua gestão, o presidente da Assembleia Legislativa (AL) do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), autorizou o já esperado aumento de 26,35% nos vencimentos dos 54 deputados estaduais que assumirão seus mandatos a partir de 1º de fevereiro. O Ato da Mesa Executiva que oficializa o reajuste foi publicado na edição de ontem do Diário Oficial da Casa. Conforme o documento, os salários dos parlamentares passarão dos atuais R$ 20 mil para R$ 25,32 mil. O impacto estimado nas contas públicas é de aproximadamente R$ 3,42 milhões por ano. Isso sem contar as outras verbas as quais os membros da AL têm acesso, como as despesas de custeio (R$ 31,47 mil mensais cada). 

Para que o acréscimo entrasse em vigor no próximo domingo, data da posse dos eleitos, o despacho precisava ser assinado por Rossoni, pelo primeiro secretário da Casa, Plauto Miró (DEM), e pelo segundo secretário, Ademir Bier (PMDB), até 31 de janeiro, quando se encerra a 17ª Legislatura (2011 a 2014). Não é exigida a sanção do governador Beto Richa (PSDB). Tanto a Constituição Federal, em diversos artigos, como a Estadual, no 54, estabelecem que os vencimentos dos membros da AL sejam equivalentes a no máximo 75% do que recebem, em espécie, os parlamentares em Brasília. Com o passar do tempo, porém, o teto acabou virando regra. 

Há sete anos, a Casa aprovou também a lei estadual 15.433, que tornou automático o aumento para os seus integrantes, sempre quando houver alteração nos subsídios dos congressistas. O "efeito cascata" consta, ainda, da resolução 4/2011, que alterou o regimento interno da AL. Segundo o artigo 57, o subsídio será estabelecido a cada Legislatura, com base nos dispositivos constitucionais. Ou seja, como no Congresso os salários subiram de R$ 26,7 mil para R$ 33,7 mil, era praticamente certo que o mesmo ocorreria em âmbito estadual. 

O último aumento no Legislativo paranaense, obedecendo a esses critérios, tinha sido oficializado em 18 de janeiro de 2011, quando o presidente era Nelson Justus (DEM). Na noite de ontem, após a publicação do decreto, a reportagem da FOLHA tentou contato com Rossoni, no entanto, ele não atendeu às ligações até o fechamento desta edição. 

Mais reajustes 

Além dos parlamentares, foram reajustados recentemente os salários da presidente Dilma Rousseff (PT), do vice-presidente Michel Temer (PMDB) e dos ministros de Estado, de R$ 26,7 mil para R$ 30,9 mil, bem como os dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do procurador-geral da República, de R$ 29,4 mil para R$ 33,7 mil. O último valor corresponde ao novo teto do funcionalismo, que tem impacto nas diferentes esferas de poder, em todas as unidades da federação. 

No Paraná, o "efeito cascata" chegou primeiro ao Tribunal de Justiça (TJ) e ao Ministério Público (MP). Os integrantes dos dois órgãos passaram a receber entre R$ 24,8 mil e R$ 30,4 mil, um acréscimo de 14,6%. A tendência é de que, até o final do mês, os contracheques do governador, da vice-governadora Cida Borghetti (Pros) e dos 23 secretários de Estado sejam igualmente encorpados. O tucano ganhará os mesmos R$ 33,7 mil dos magistrados do STF; Cida receberá 95% do subsídio de Beto e os outros membros do primeiro escalão 70% do que ganha o chefe do Executivo. Para finalizar, os conselheiros do Tribunal de Contas (TC) também esperam acréscimos, seguindo a lógica de "paridade" com o MP e o TJ.